Poli Saúde Laboratório Policlínica
NOTÍCIA

10/03/2015
Dia Mundial do Rim será comemorado no dia 12 de março

A segunda quinta-feira do mês de março foi escolhida para ser o Dia Mundial do Rim. Neste ano, a data, que não serve como comemoração e, sim, como alerta para a ocorrência de doenças renais crônicas, cai no dia 12 de março. "Rins Saudáveis" foi o tema escolhido pela Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN) para 2015 e tem como objetivo chamar a atenção dos governantes e da população sobre as questões relacionadas à Doença Renal Crônica (DRC). Segundo a SBN, estima-se que mais de dez milhões de brasileiros tenham algum grau de DRC, com o agravante de que muitos não sabem que estão com o problema.

O médico nefrologista Jorge Luiz Zanette Ramos, da Unidade de Terapia Renal (UTR) de Pato Branco, observa que pequenos cuidados podem ser bastante eficazes para prevenir ou diagnosticar precocemente as doenças renais. Segundo o médico, deve-se diminuir e/ou controlar o peso, parar de fumar, beber de 1,5 litro a 2 litros de água por dia e praticar atividade física regularmente.

Jorge Ramos também destaca outra ação importante: incluir dois exames simples e acessíveis nos check-ups: creatinina e parcial de urina. O nefrologista explica que os exames são importantes para saber se há alguma doença renal e acrescenta que os diabéticos, hipertensos, fumantes e aqueles com histórico de doença renal na família fazem parte do grupo de risco e devem ter atenção redobrada.

Conforme informações da SBN, o diagnóstico tardio e o fato de se tratar de doenças assintomáticas, ou seja, que não causam dor ou sintomas aparentes, são fatores que dificultam o tratamento das doenças renais. A SBN disponibiliza na internet (www.sbn.org.br) outras informações para a prevenção da DRC.

O que são doenças renais?
As doenças renais fazem com que os rins, aos poucos, parem de funcionar. No começo, o paciente com a doença renal não percebe nenhum sintoma. Nessa fase, é possível tratar, pois os rins ainda estão funcionando. Quando o doente renal começa a sentir os sintomas, quer dizer que é tarde demais e os rins já estão parando de funcionar. Aí não é mais possível tratar da doença e o paciente vai precisar de hemodiálise e de transplante de rins.