Poli Saúde Laboratório Policlínica
NOTÍCIA

07/03/2014
Programa de residência médica tem início na Policlínica Pato Branco

Os aprovados no Programa de Residência Médica 2014, realizado pela Policlínica Pato Branco em parceria com a Fadep, participaram do evento de abertura, realizado nesta quinta-feira (6), na sala de reuniões do hospital. A solenidade teve como objetivo dar as boas vindas aos residentes e apresentá-los aos diretores e preceptores da Policlínica e também aos integrantes da faculdade. O médico Waldemar Gava representou a cúpula da Policlínica Pato Branco e a diretora acadêmica Ornella Bertuol foi a representante da Fadep. Também na quinta-feira, os residentes conversaram com os coordenadores dos principais setores do hospital e começaram a conhecer as rotinas da Policlínica.

Cinco dos seis residentes já começaram o programa: Rafael Cesar Martins (Pato Branco) e Priscila Ferst (Clevelândia), em Cirurgia Geral; Beatriz Castro Reis (Pato Branco) e Renata de Melo Silva (Alto Araguaia - MT) em Pediatria; e Gustavo Falcão Cristofoli (Campos Novos - SC) em Ortopedia e Traumatologia. Fábio Nogueira da Silva, de Limeira (SP) é o outro residente de Ortopedia e deverá integrar o programa em breve. Luciane Martignoni (Pediatria), Carlos Ely Dezanetti (Cirurgia Geral) e Rubens Gava (Ortopedia e Traumatologia) serão os preceptores.

"A Policlínica está participando do programa para complementar a formação dos residentes, que terão a oportunidade de ampliar conhecimentos nas respectivas especialidades e também nas questões éticas e do atendimento humanizado. Queremos colaborar para o surgimento de profissionais completos e que levarão o nome da Policlínica para outras regiões", ressaltou o diretor financeiro da Policlínica Pato Branco, Waldemar Gava.

Já para o médico Carlos Volpato, presidente da Coreme (Comissão de Residência Médica) da Policlínica, o programa representa muito para o hospital e para os pato-branquenses. "A faculdade de Medicina sempre foi um sonho da comunidade e das instituições de Pato Branco. Há grande possibilidade de que isso aconteça no final do primeiro semestre e a residência médica vem complementar essa ideia", observou. "O programa de residência médica qualifica o hospital e o Corpo Clínico e humaniza o atendimento. É uma conquista de todos e estamos muito felizes", acrescentou o presidente da Coreme.

Opção por Pato Branco - Alguns dos médicos foram aprovados em outras residências, mas escolheram o programa da Policlínica Pato Branco. É o caso de Beatriz Castro Reis, que também foi classificada em Chapecó (SC). "Pato Branco conta com ótima estrutura, tanto na parte médica quanto em outras áreas, como educação e segurança. E a Policlínica é referência em várias especialidades, como cirurgia cardíaca pediátrica. Fico feliz com a oportunidade de começar em uma cidade tão boa e em um ótimo hospital", comemorou Beatriz.

Priscila Ferst, que terá dois anos de aprendizado em Cirurgia Geral, também mostrou-se muito satisfeita por optar pela Policlínica. "Acabei escolhendo Pato Branco por conhecer a história da Policlínica e toda a infraestrutura disponível. É uma oportunidade única, de estar perto de casa e aprendendo. Acredito que será construtivo para todos nós iniciar a caminhada aqui", afirmou.