Poli Saúde Laboratório Policlínica
NOTÍCIA

10/07/2013
Pato Branco ganhará curso de Medicina

Oito de junho foi um dia histórico para Pato Branco e região Sudoeste do Paraná. Autoridades, lideranças e profissionais da saúde acompanharam o lançamento do Programa Mais Médicos, do Governo Federal, no gabinete do prefeito Augustinho Zucchi, que dentre outras medidas garante a abertura de novos cursos de medicina no País e, Pato Branco está contemplado. Ainda nesta semana deverá sair o edital com a abertura dos cursos, mas a informação está confirmada pelo Ministério da Saúde.
 
O anúncio foi comemorado pelo prefeito Augustinho Zucchi, juntamente com o assessor do deputado federal Zeca Dirceu, Rovanir Noll, com o presidente da Associação Pato-branquense de Ensino Superior, mantenedora da Faculdade de Pato Branco (Fadep), João Carlos Ribeiro Pedroso, o diretor-geral da instituição, Eliseu Berteli, o diretor do Hospital Policlínica de Pato Branco, Ivânio Guerra, pelo diretor do Hospital São Lucas, João Petry, pelo chefe da 7ª Regional de Saúde, Nestor Werner, empresários e vereadores.
 
O prefeito Augustinho Zucchi, que participa da mobilização desde quando era deputado estadual, destacou o apoio do deputado federal Zeca Dirceu, da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, da direção da Fadep, empresários, vereadores e da comunidade pato-branquense para alcançar a conquista.   
 
"É um momento muito importante para Pato Branco e região Sudoeste. Estou muito feliz com a inclusão do nosso Município nesse importante programa do Governo Federal. O curso de medicina será o coroamento de um trabalho imenso realizado em Pato Branco, nas áreas da Saúde e da Educação. Somos um polo inovador nessas áreas, diferenciado no Brasil e no Paraná e, com essa conquista, vamos ampliar essa referência", destacou Zucchi.
 
O Programa Mais Saúde passa a valer nesta terça-feira, dia 09, com a publicação da MP no Diário Oficial da União.  Nesta semana, também será iniciada a consulta pública por edital para a abertura de novos cursos de medicina pelo Ministério da Educação. Neste processo, entra a Fadep que se habilita para disponibilizar a graduação.
 
Zucchi frisou que a última semana foi decisiva para a concretização da conquista. Na segunda-feira (1º de julho), o prefeito esteve em Brasília, onde se reuniu com autoridades federais. Ainda durante a semana, Zucchi realizou vários contatos com a Casa Civil da Presidência da República, intensificando as providências neste sentido. Na sexta-feira, dia 06, o prefeito se encontrou com o deputado Zeca Dirceu para tratar do tema e, ainda, se reuniu com mais de 60 empresários pato-branquenses, que fortaleceram o apoio à causa.
 
O diretor-geral da Fadep, Eliseu Bertelli, lembra que a instituição busca implantar a graduação em medicina desde 2006 e que, nos últimos sete anos, se preparou e montou uma estrutura de qualidade para receber o curso. "São sete anos de luta, de muita seriedade, de muito trabalho e muitos investimentos. Temos a possibilidade de ofertar um serviço na área da saúde ainda mais eficiente, pois já temos um ótimo serviço. O curso de medicina vem para coroar Pato Branco como um polo na área da Saúde e da Educação", destacou.
 
A importância da conquista foi evidenciada pelo presidente da Associação Pato-branquense de Ensino Superior, João Carlos Pedroso. "Hoje é um dia muito especial para a Fadep. Há muito tempo vínhamos lutando pelo curso de Medicina, quase desistimos, mas hoje todo o trabalho foi recompensando. Essa conquista é um pedaço de cada um. A todos que nos ajudaram, meu muito obrigado, este é um momento histórico para nós", afirmou.
 
Números
O Programa Mais Médicos é uma iniciativa do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação, que visa ampliar o atendimento médico à população, sobretudo às cidades do interior do país. Entre as medidas, o programa contempla a criação de 11.447 vagas de graduação em medicina até 2017, em 117 municípios, para as áreas que mais precisam desses profissionais. Dessas vagas, 1.452 deverão começar já em 2014. A expectativa do Governo Federal é que o número de médicos atuando no Brasil passe dos atuais 374 mil para 585 mil até 2025.

Fonte: assessoria de imprensa da Prefeitura de Pato Branco.