Poli Saúde Laboratório Policlínica
NOTÍCIA

08/11/2012
Cirurgias vasculares de alta complexidade pelo SUS serão realizadas na Policlínica

Pato Branco obteve mais uma importante conquista para a saúde pública, no que refere-se a cirurgias de alta complexidade. Nesta semana, a Policlínica Pato Branco foi habilitada pelo Ministério da Saúde a realizar procedimentos de alta complexidade em cirurgias vascular e endovascular. Atualmente, os pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Município com necessidade de cirurgias nessas especialidades são encaminhados para Curitiba.

Agora, os municípios abrangidos pela 7ª Regional de Saúde terão acesso a essas cirurgias em Pato Branco, sem precisarem sair da região Sudoeste. “Será mais comodidade para a nossa gente, que poderá dar continuidade ao seu tratamento sem ir para longe de casa. Essa conquista também valoriza os nossos profissionais e mostra a qualidade da nossa saúde”, avalia o prefeito de Pato Branco, Roberto Viganó.

A diretoria da Policlínica Pato Branco elogiou os esforços da Prefeitura, da 7ª Regional de Saúde e Secretaria de Estado da Saúde e do Ministério da Saúde para que o credenciamento da alta complexidade em cirurgia vascular e endovascular na Policlínica fosse aprovado. A diretoria da Policlínica destacou que a habilitação ocorreu também pela estrutura de qualidade de que o hospital dispõe, aliada a profissionais experientes como os cirurgiões Abdul Sebastião Pholman Junior (coordenador do serviço de), Rinaldo Luiz Wolker e Rodrigo Damazzini.

O secretário municipal de Saúde, Valmir Chiochetta, evidencia a importância do avanço. “Esta é sem dúvida uma conquista muito grande, fruto do trabalho de toda equipe da Secretaria Municipal de Saúde, da 7ª Regional de Saúde e da direção da Policlínica, que mais uma vez coloca a nossa saúde em evidência, com profissionais e estrutura de qualidade”, destaca o secretário.

A habilitação da Policlínica Pato Branco ocorreu através da portaria nº 1.238, de 5 de novembro de 2012. O Município aguarda os recursos por parte do Ministério da Saúde para iniciar as cirurgias. O recurso será repassado ao Governo do Estado e, em seguia, encaminhado a Secretaria Municipal de Saúde.